Calçados de Nova Serrana marcam presença no desfile de Ronaldo Fraga na SPFW

0 Flares Filament.io -- 0 Flares ×

fotocapa.jpg

Nove indústrias do pólo calçadista de Nova Serrana, centro-oeste de Minas Gerais, participam pela primeira vez da semana de moda mais importante do país, a São Paulo Fashion Week, edição outono/inverno 2007. A estréia é fruto do projeto coordenado por Ronaldo Fraga, que pretende investir em qualidade e design nos calçados. O desfile do estilista conta com 50 modelos de sapatos criados por ele e desenvolvidos pelo pólo. A coleção foi inspirada na China justamente o país que tem criado um dos maiores problemas para o setor nos últimos anos.
O projeto, que tem o apoio do Sebrae, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Calçado de Nova Serrana (Sindinova) – contou com a participação do estilista para estimular os empresários locais a investirem na ponte entre design e produção do produto como diferencial no mercado. O presidente do Sindinova, Júnior César Silva, acredita que o projeto vá agregar valor ao produto local e credenciá-lo para disputar espaço no mercado exterior.
O trabalho teve início no primeiro semestre de 2006 e as empresas calçadistas foram familiarizadas com todas as etapas da construção de uma peça de design. A idéia de Ronaldo Fraga para o projeto é levar o design e o designer para dentro das fábricas. Ele também mostrou as potencialidades do pólo para os empresários locais. “Nos deparamos com empresas que têm investido em tecnologia e conhecimento. Itens que, associados à identidade de um produto de design, são instrumentos eficientes para receber o Dragão com pão de queijo e chá a gosto”, afirma Fraga.
Com as novas medidas, a estimativa é que a produção volte aos patamares de 2005, mas com um faturamento 20% maior em função do produto mais elaborado. Em 2006, as indústrias locais produziram 73 milhões de pares, 5% a menos que no ano anterior. Fabricar produtos diferenciados é a única saída para enfrentar o dragão chinês que ataca principalmente as linhas mais populares”, afirma o presidente do Sindinova.

Assessoria de Comunicação Institucional
Jornalista responsável: Juliana Lorenzato
juliana@sindinova.com.br
(31) 8471-7742

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io -- 0 Flares ×