Lojas Planeta Jeans aposta em calçados infantis para o segundo semestre

0 Flares Filament.io -- 0 Flares ×

Atendimentos Planeta Jeans (1)

Lojista comprou mais de 15 mil pares de calçados somados todos os segmentos 

Em atendimento a fabricantes do Polo Calçadista de Nova Serrana, representantes das lojas Planeta Jeans (do Paraná) estiveram no Centro de Promoção de Negócios (CPN) entre os dias 28 de junho a 1º de julho. A grande aposta para o segundo semestre de 2021, principalmente, é o calçado infantil. Somados todos os segmentos, foram comprados 15.604 pares de calçados.

De acordo com o gerente comercial da loja, Humberto Máximo, a compra de calçados infantis ficou represada devido à pandemia.

“A minha percepção é o seguinte, as vendas do calçado infantil diminuiu drasticamente, foi um dos segmentos que mais caiu. Acredito muito que, agora neste segundo semestre, a venda vai subir substancialmente. Os pés das crianças crescem, as aulas estão voltando e de que jeito as crianças irão para escola? Precisam de calçados novos, não vão de chinelo. Então, acredito que quem tiver produto vai vender”, analisa Máximo.

A justificativa do comprador faz sentido, uma vez que, com a vacinação em massa e a volta às aulas, a procura por este tipo de calçado tende a aumentar.

“Estou fazendo esta aposta porque se não vender este ano, no ano que vem eu vendo, mas tenho certeza que vai vender. A tendência é a volta da normalidade. O consumo em alguns segmentos pode ser que seja um pouco maior, como é o caso das crianças. Alguns fabricantes até ficaram surpresos falando que as vendas deles caíram muito e a gente está indo na contra mão agora”, ressalta.

Expectativas

Esta é a segunda visita do lojista ao CPN, neste ano, a primeira ocorreu em janeiro. O comprador pretende retornar em dois meses para novas rodadas de negócios. Ainda falando sobre as expectativas, o gerente comercial destacou que espera um crescimento de vendas maior em relação ao ano passado.

“Aumentamos nossas compras aqui para ficar dentro da nossa perspectiva de crescimento para esse segundo semestre. Pretendendo voltar ainda no mês de agosto ou setembro para já programar para final de ano. Estamos confiantes de que precisamos, nesses momentos difíceis, ter a visão lá na frente, temos que saber a hora também de apostar e a gente tá apostando”, frisou.

Vendas na pandemia

Conforme informado pelo gerente comercial, neste período de pandemia, houve um aumento de mais de 50% nas vendas de chinelos e tênis em suas lojas.

“Percebemos um aumento por determinados tipos de calçados. Nossa demanda de chinelos, crocs, tanto infantil quanto adulto, cresceram substancialmente. Na parte de tênis também vendeu muito bem. As pessoas estão ficando mais tempo em casa por causa dos decretos que proibiam a prática de esporte em ambientes fechado ou coletivos. Então, acho que canalizou o esporte para caminhada, bicicleta. Destes artigos, estimamos um  aumento de 50% nas vendas”, garantiu.

Humberto explica que a grande procura fez com que as lojas tivessem que reorganizar os estoques e diversificar suas vitrines.

“Até o ano passado, nós não comprávamos chinelos no período de inverno (maio, junho e julho). Por ser sul, é frio, então, voltávamos a receber chinelo só no final de agosto para setembro em diante. Ficamos com estoque baixo em fevereiro, então resolvemos repor para março e abril e começamos a ver a procura por chinelos nestes meses. Houve grande procura por este tipo de calçado, fomos atrás de repor e continuou vendendo, ou seja, trabalhamos o ano inteiro com chinelos. E este ano não foi diferente, já que deu certo no ano passado, trabalhamos este ano também e a procura continuou”, afirmou Humberto.

Selma Assis
Assessora de Comunicação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io -- 0 Flares ×