Pré-candidato ao governo de Minas, senador Antônio Anastasia visita o Sindinova

0 Flares Filament.io -- 0 Flares ×

Documento contendo a Pauta de Reivindicações do Polo Calçadista foi entregue pelo presidente do Sindicato ao parlamentar

Pedro Gomes entrega Pauta de Reivindicações do Polo ao senador e pré-candidato a governador, Antônio Anastasia

Pedro Gomes entrega Pauta de Reivindicações do Polo Calçadista ao senador e pré-candidato ao governo de Minas, Antônio Anastasia

No dia 31 de julho, o senador e pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Antônio Anastasia esteve no Sindinova para um encontro com autoridades, empresários, dirigentes de órgãos públicos, entidades de classe e instituições. Na oportunidade, o presidente do Sindicato, Pedro Gomes lhe entregou a pauta de reivindicações do Polo Calçadista.

Pedro Gomes abriu a reunião ressaltando o potencial das indústrias de Nova Serrana e destacou o volume de arrecadação com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na cidade. Em resposta aos números expressivos de recolhimento, Pedro lembrou quando o então governador Anastasia, em 2010, reduziu a alíquota de 12% para 3% sobre o ICMS do calçado.

“Nós recolhemos, em 2010, R$ 47.884.131,00 de ICMS. E recolhemos em 2017, R$ 86.973.676,00. Isso significa dizer que nós crescemos, de 2011 a 2017, 81,5% em sete anos de arrecadação. Isso nós devemos ao seu governo. Isso nós devemos à credibilidade que o senhor nos deu”, enfatizou.

Gomes evidenciou também que “Nova Serrana deu as respostas e as nossas reivindicações que iremos fazer ao senhor são inerentes àquilo que Nova Serrana tem naquele tripé: saúde, educação e segurança”.

Tratamento diferenciado

Em seu discurso, Anastasia falou do crescimento populacional de Nova Serrana e a importância de se ter um tratamento diferenciado. “Nova Serrana cresce à base de 10% ao ano em população. É uma das cidades que mais crescem no Brasil. Estamos diante de uma cidade que tem uma realidade totalmente diferente de, pelo menos, da grande maioria das outras cidades da região. Isso merece um tratamento diferenciado”, afirmou.

O pré-candidato ao governo do estado recordou, ainda, o compromisso do segmento para que a receita não reduzisse. “Em 2010, quando eu governava o estado, o ICMS sobre o calçado era de 12%, e naquela época arrecadamos aqui, vamos arredondar, R$ 48 milhões de ICMS. Reduzimos a pedido e combinado com eles (empresariado) a 3% para estimular, dar competitividade, mas aí sim, com o compromisso do segmento que a receita não cairia, ao contrário, iria crescer”.

Redução do imposto

As reivindicações do Polo abordam questões de saúde, infraestrutura, educação, segurança e política tributária e fiscal. Um dos assuntos contidos no documento entregue ao senador se refere à diminuição da alíquota do Regime Especial de Tributação (RET) de 2% para 1%.

O senador afirmou que irá analisar a pauta e incluí-la no seu plano de governo, caso eleito.

Selma Assis
Assessoria de Comunicação | Sindinova
(37) 3228-8502 | comunicacao@sindinova.com.br

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io -- 0 Flares ×