Surpreendente, esta é a avaliação da NSFM em São Paulo, segundo o presidente do Sindinova

0 Flares Filament.io -- 0 Flares ×

Capa NSFM

Público presente foi além do esperado e movimentou os três dias da feira de calçados; vendas foram feitas na hora

A primeira feira presencial do Polo Calçadista de Nova Serrana ocorreu entre os dias 17 a 19 de janeiro, na capital paulista. Nos três dias de evento, o que mais chamou a atenção foi o volume de público que passou pelo local, entre lojistas nacionais e importadores e profissionais do setor. Além disso, pedidos feitos na hora aumentaram o otimismo e a confiança em grandes negócios para este ano.

Consagrada no calendário de feiras, a Nova Serrana Feira e Moda em São Paulo apresentou o lançamento da coleção outono-inverno 2022. Esta feira funciona como termômetro para projeções de cálculos e estratégias para o primeiro semestre.

“Para nossa surpresa, tivemos presentes mais de mil lojistas nacionais de diversos estados e também importadores de vários países da América do Sul. Isso nos deu uma grande alegria, porque o nosso objetivo foi alcançado: trazer os clientes para a feira. E a segunda maior satisfação foi que os clientes vieram e foram realizadas muitas vendas. Esperamos que esta feira tenha dado a largada no ano de 2022 e que ela possa impulsionar, economicamente, as empresas, melhorar as vendas, já que este ano a gente imagina que seja mais previsível”, avalia o presidente do Sindinova, Ronaldo Lacerda.

Ainda de acordo com o Lacerda, a excelente repercussão da mostra comprova que as pessoas estão ansiosas para a volta ao normal e que os lojistas precisam renovar o seu estoque.

“A feira superou plenamente as expectativas do Sindinova e dos fabricantes associados que expuseram seus produtos. A visitação foi superior ao que nós imaginávamos, inclusive, com as vendas. Todos voltaram satisfeitos com o trabalho que foi feito e já pensando na próxima feira”, disse.

Incertezas

Depois de dois anos sem contatos diretos com clientes, devido à pandemia, a realização de um evento de grande porte como este gerou expectativas e incertezas.

“Havia certa expectativa com esta feira. Trabalhamos, em tempo integral, nestes últimos três meses, mas as circunstâncias atuais traziam muitas dificuldades. A Covid-19 avançou muito, nas últimas semanas, e isso espalhou certo receio entre os lojistas e fabricantes”, relata Lacerda.

Expositores e visibilidade

A Nova Serrana Feira e Moda levou, para esta edição, mais de 100 marcas de calçados do Polo para o Anhembi Parque. Com produtos diversificados, os lojistas puderam conferir, nos estandes, todos os segmentos de calçados, masculino e feminino (adulto e infantil).

A gerente Comercial da Fofiori, Kenya Ferreira, era uma das expositoras. Para esta exibição, trouxe rasteiras, tênis, coturnos e a linha de botas over cano longo. A comerciante considerou a mostra excelente tanto para negociações quanto para rede de novos contatos.

“A feira atendeu as nossas expectativas, até nos surpreendeu. Fizemos várias negociações, tivemos uma resposta muito positiva de coleção, de markup (margem) de preços e tivemos muita visitação. São Paulo em peso veio aqui”, ressalta Ferreira.

Além das prospecções, houve muitos pedidos feitos na hora, o que gerou grande expectativa de negócios futuros, é o caso do gerente Comercial da Luma Luz, Renato César.

“A visitação em nosso estande foi muito grande e, além dos pedidos, outro fator importante é a visibilidade das marcas de Nova Serrana. Lojistas que ainda não tinham acesso às nossas marcas nos encontraram aqui e daqui para frente temos uma perspectiva muito boa de novas parcerias. São Paulo é um polo comercial muito importante de nosso país e ainda tivemos muitos importadores aqui também”, pontua César.

A Nova Serrana Feira e Moda em São Paulo contou com o apoio das empresas parceiras: SEBRAE, FIEMG, Sicoob Credinova, CDL de Nova Serrana e Prefeitura Municipal de Nova Serrana.

Selma Assis
Assessora de Comunicação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io -- 0 Flares ×